Quando a beleza física se torna o centro de nossa vida.


Dicas de beleza. Elas são muito populares, não é? Apenas faça uma rápida pesquisa no Google e acessará instantaneamente dicas de beleza que prometerão te fazer mais bonita (em 5 minutos!). O que você acha desses links: “25 dicas de beleza para fazer você parecer uma milionária” ou “44 dicas de beleza para garotas preguiçosas”?
Espere – 44 dicas? Para garotas preguiçosas? Se eu fosse preguiçosa, como eu teria tempo para quarenta e quatro dicas de beleza?
Desculpa, mas achei esse último simplesmente hilário.
De todo jeito, eu concordo que muitas dessas dicas podem ser úteis (OBS: eu quero abraçar a pessoa que inventou o shampoo a seco!), mas elas também podem nos decepcionar.
Quando a beleza física se torna o centro de nossa vida, nos colocamos automaticamente numa situação que nos levará, após algum tempo, à decepção.
Eu me lembro de sozinha tentar uma “rápida e fácil” dica de beleza durante o ensino médio. Essa dica estava muito na moda (e ainda está, eu acho), eu pensei que essa fosse a resposta para todas as minhas inseguranças quanto a minha beleza.
Compartilhei toda essa história no capitulo 8 do nosso livro, Girl Defined. (Talvez você já conheça, logo vou encurtá-la nesse post).
Eu sempre tive um cabelo extremamente fino. Como papel: fino e fibroso. Ansiava por um cabelo longo e cheio. Sonhei que tinha um cabelo como os das propagandas de TV e poderia quase me imaginar atuando nesse comercial perfeito.
E olha só! Não estava nem um pouco perto de ter o cabelo dos comerciais.
Ao invés de estar me esforçando para desenvolver um coração grato diante de Deus, eu decidi fazer as coisas do meu jeito.
Depois de algumas ligações rápidas, estava no meu caminho em busca do cabelo longo e loiro. Após ficar sob os cuidados de um suposto profissional treinado, meu sonho finalmente se tornou realidade! Grande. Cheio. Brilhante. Pantene Pro-V ganhou vida! Eu não poderia acreditar!
Também não poderia sequer ver a extensão de cabelo trançada em baixo do meu cabelo. Parecia tão natural.
Algumas semanas se passaram e meu cabelo dos sonhos parecia maravilhoso. Eu empinei o nariz e curti os olhares vindos dos rapazes bonitos.
Justamente enquanto eu estava no auge da satisfação em mim mesma, tudo desmoronou.
Esse truque de beleza se tornou um desastre.
Encurtando a história (é muito difícil contar o que aconteceu sem todos os detalhes!), a trança em baixo do meu cabelo se transformou em um grande nó. Depois de horas tentando desfazê-lo, nada funcionou. Eu tentei tudo – óleo, maionese, sabonete, pentes finos – pode citar qualquer coisa, eu tentei.
Sem sucesso.
Depois da minha crise de choro, minha mãe precisou cortar um enorme nó de cabelo! No final, eu perdi um terço do meu (já pouco) cabelo natural. Sem mencionar o corte de cabelo esquisito que eu adquiri.
Finalmente, minha paixão por parecer linda se tornou em um pesadelo.
A aparência física se tornou um ídolo em minha vida, que acabou me custando tudo. Eu estava idolatrando. Para parafrasear algo que alguém uma vez falou: “Todos os ídolos requerem sacrifícios, então tenha certeza que você está adorando no altar do Único que é digno de seu sacrifício.”
A experiência com essa dica de beleza me ensinou muito. De fato, eu aprendi duas lições de vida muito valiosas que atualmente estão no nosso livro. Aqui está exatamente o que compartilhei no capitulo 8 do livro Girl Defined:
Lição #1: Desejar um cabelo bonito (ou qualquer outra coisa) não é o problema. O problema se enraíza quando esse desejo se torna o meio de encontrar ou medir o seu valor e aceitação.
Lição #2: Uma mulher se sentirá contente com sua aparência física apenas quando ela parar de basear seu valor ou dignidade pela opinião das outras pessoas, e começar a viver para agradar a Cristo.
Como eu continuo no meu livro Girl Defined:
“Uma das maiores razões pelas quais nós, como mulheres, nos sentimos inseguras com nossa aparência física é porque tiramos nossos olhos de Cristo apenas para colocá-los em nós mesmas. Nós nos tornamos “auto-focadas” em vez de centradas em Cristo.
Essa é a raiz de todas as inseguranças.
A coisa mais louca é que frequentemente nós fazemos isso sem sequer percebermos. Graças ao nosso coração pecaminoso. Nós estamos constantemente batalhando contra nossa carne, que ama ser egocêntrica. “porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo.” (1 João 2:16).
Vivemos em uma cultura que eleva a beleza física como um fator definitivo para o dar valor e dignidade às mulheres. Através das revistas, outdoors, clipes de música e filmes, somos alimentados pela mentira que mulheres bonitas valem mais. A beleza física é a resposta para nossa felicidade feminina.
Esse é o porquê nossa cultura moderna é obcecada pelas dicas de beleza.
Infelizmente, ainda que as dicas de beleza sejam “rápidas e fáceis”, se nós estamos definindo nosso valor em nossa aparência externa nunca o encontraremos verdadeiramente. Não completamente. Não por muito tempo.
Como garotas cristãs, nós precisamos ver acima do glitter e glamour e nos perguntar: Se beleza física é a resposta para nossa felicidade, por que tantas mulheres lindas estão tristes? Por que muitas modelos e estrelas de cinema estão com depressão?
A resposta se encontra na Palavra de Deus, e é simplesmente essa: O valor verdadeiro e a verdadeira dignidade não podem vir de nós mesmos – eles vêm do nosso Criador.
Se você está cansada de se sentir menosprezada, feia, e sem valor – está na hora de você fazer o que eu tive que fazer: tirar o seus olhos de si mesma.
A dica número 1 que toda garota cristã precisa saber não é um novo creme facial, novo corte de cabelo ou batom. É simplesmente isso:
A confiança e segurança duradoura apenas podem vir quando você parar de olhar pra si mesma e colocar seus olhos em Cristo. Somente quando a glória de Cristo é o centro de sua afeição e adoração você será verdadeiramente satisfeita.
Eu quero encerrar com as mesmas palavras de encorajamento que eu escrevi no capítulo 8 do nosso livro:
Deus te criou para parecer justamente como você é. Ele criou seu corpo com propósito e amor. Permita sua mente ecoar as palavras do salmista: “Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste; as tuas obras são admiráveis, e a minha alma o sabe muito bem;
No momento em que você tirar seus olhos de si e os colocar em Cristo, seu coração se contentará com sua beleza exterior porque você estará vivendo para agradá-lo. Não é mágica. Não é complicado.
Pelo contrário, isso é realmente simples.
Olhe para Cristo. E quando você olhar, sua aparência física irá desaparecer em segundo plano, e sua vida se encherá da verdadeira beleza e da duradoura segurança, gratidão e confiança.
Vamos conversar.
Eu adoraria saber sobre sua jornada de beleza. O que Deus te ensinou sobre olhar pra Ele para obter satisfação ao invés de olhar para sua aparência exterior?
_____________________________________________________________
Este post é uma tradução de um artigo de Kristen Clark, publicado originalmente no blog GirlDefined, traduzido e publicado com permissão da autora. O artigo original pode ser encontrado no link: Why Being an Independent Woman Isn’t Always Good
Kristen e Bethany são duas irmãs do sul do estado de Texas, apenas curtindo a vida e espalhando a verdade. Com menos de 2 anos de diferença de idade, elas têm sido melhores amigas desde o dia em que se conheceram em 1988. Enquanto iam envelhecendo, as duas chegaram à conclusão de que ser uma garota neste mundo moderno pode ser uma coisa confusa. Descobriram que a maioria das meninas, mesmo as meninas cristãs, não têm ideia porque elas foram criadas, qual o seu propósito, o que significa ser uma esposa e mãe algum dia, e o valor da pureza sexual. Algo precisava ser feito. Meninas precisam da verdade e tão poucos estavam liderando o caminho e oferecendo direção. Talvez essa seja a vocação de Kristen e Bethany.
* Traduzido por Rachel Figueiredo


* Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, link do blog INCONFORMADOS, tradutor, blog original, não altere o conteúdo e não utilize para fins comerciais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

My Instagram