Tenho me edificado-O Renovo na oração.


O renovo na oração.

Esses dias andei escrevendo sobre: “uma vida piedosa” em uma série, que estou amando fazer no blog: Teologia & Mulheres, ao mesmo tempo que escrevia eu estava me fortalecendo com alguns entendimentos das Escrituras, que busquei para escrever. Mas, é necessário sermos edificadas também, ao ligar uma coisa com a outra, tudo que vem proporcionado mudanças em minha vida,  eu escrevo para servi de orientação para muitos.

Recentemente comecei a me edificar mais, entre escutar cânticos que exalta Cristo, que fala de uma vida em santidade, isso tudo! Tem me trazido, muita tranquilidade e paz interior. Hoje chamarei a sua atenção, para acompanhar neste blog que amo, o Papo de mulher de Deus, uns pequenos textos que irei escrever no decorrer desses dias, sobre: Tenho me edificado. Enfim, tudo está se iniciando hoje, esse blog! Será usado para esses fins.

A oração na edificação.

Que arma poderosa né verdade, a oração? Orar, requer disciplinar-se, não creio que funciona só fechar os olhos e agradecer e pronto. Precisamos de orar mais, necessitamos de comunhão, os tempos são maus, tudo está nos levando a ir de encontro com dificuldades de consagração. Os crentes, veio se adaptando as coisas desse mundo, tendo conformidade com práticas que não devem ter. Precisamos andar em novidade de vida, como as Escrituras nos advertem, (Romanos 6.4).

Vamos conversar um pouco Sobre Neemias leia: Neemias 1.1-4
Palavras de Neemias, filho de Hacalias: [ ....] 3 Aqueles que sobreviveram ao cativeiro e estão lá província passam por grande sofrimento e humilhação. O muro de Jerusalém foi derrubado, e suas portas foram destruídas pelo fogo” 4. Quando ouvi essas coisas, sente-me e chorei. Passei dias lamentando-me jejuando e orando ao Deus dos céus.

Nesse capítulo de Neemias, essa história retrata a vida dele e sua ação, esse livro faz parte das memorias do próprio Neemias, ou seja, é o seu diário, sua história escrita por ele mesmo. Ele fala como conseguiu a permissão de um Rei estrangeiro, um homem que não acreditava no Deus da Bíblia, provavelmente, era adorador de deuses pagãos. O rei era o mesmo, o muro também, na primeira vez os judeus tentaram reconstruir o muro, O rei pagão, havia ordenado que não fizesse. As circunstâncias são decisivas nesse contexto, entre a vontade de um rei, e a vontade Soberana de nosso Deus.

A oração foi eficaz para mudar decisões: Neemias era copeiro do Rei, ocupava um cargo de confiança, ser o copeiro do Rei é uma combinação de primeiro ministro, guarda-costas, agente pessoal de segurança e ajudante. Sem dúvida, ele era a pessoa o qual o rei mais confiava. Você deve estar se perguntando, para quer tanta importância com um muro? O muro, era sinal de fortaleza de proteção a uma cidade naquela época, Irael se sentia envergonhado, desprotegido, havia invasão na cidade por conta da falta de proteção.

Neemias no versículo 4 diz; quando eu ouvi essas coisas, sentei-me e chorei. Passei dias lamentando-me, jejuando e orando ao Deus dos céus. Não nos resta dúvida, o que mudou a decisão do rei, foi a oração + o jejum que Neemias fez perante a situação trágica. Você acredita, que diante dessas circunstâncias, Deus sempre tem sua maneira de colocar seu povo, no lugar certo e tudo acontece no momento preciso? Neemias estava no lugar certo, era copeiro do rei, tinha a sua absoluta confiança, e estava no lugar preciso.

Presta atenção no que irei dizer: Deus muda sim, circunstâncias, mas, nada acontece do dia para noite, Neemias perseverou, em oração e jejuou durante quatro meses. As Escrituras dizem que ele ouviu as notícias no mês de quisleu e foi no mês de nisã quando o rei deixou ele ir. Então, tudo se tornou possível, perante as suplicas dele, o mesmo é dito para nós cristãos, somos consagrados por meio de orações precisas no momento certo na situação exata.

Momentos inoportunos, sempre iremos ter aqui neste mundo, mas, as Escrituras nos mostra homens piedosos que por meio de orações, situações foram se modificando. A oração, nos dar dependência de Deus, não somos autos suficiente para acharmos que temos o controle de tudo, ou que podemos resolver problemas por nossas próprias forças, a oração é o meio mais cabível, para perguntarmos a Deus o que fazer em determinadas situações.  

Temos que reconhecer que dependemos dEle, algumas pessoas dizem; que é mais fácil orar quando as coisas realmente estão ficando difícil, eu já digo ao contrário, é mais fácil orar agradecendo pelas boas oportunidades, por bons acontecimentos do que orar com os joelhos trêmulos, a dor no peito, as lagrimas nos olhos, a única certeza que temos nesse momento é que Deus faz cooperar tudo para o bem daqueles que o amam.

Devemos apresentar a Deus o motivo de nossas orações, reconhecendo nossa pequenez, perante um Deus Eterno, que só ele tem soluções para nossas aflições e angustias.

Como eu disse no início do poste, venho me edificado, e o melhor meio que achei para meu fortalecimento, é a oração, uma delas que estou escrevendo aqui.  

Até o próximo poste.

Acompanhe nossa séries aqui em nosso outro blog: Teologia & Mulheres.


FIQUE MAIS UM POUCO COMIGO! VEJA TAMBÉM!

0 comentários

Sua Localidade